Professor usa ruas, escadas e vielas do Glicério para dar aulas públicas abertas

Por Terciane Alves

A praça desenhada pelas crianças

criancas

De acordo o projeto Escuta Glicério, do Cria Cidade, as crianças pediram três coisas: um banheiro só para elas (chegam a disputar um com mais de 20 adultos,portas coloridas e espaços para brincar). A ONG levou os desenhos à Escola Belas Artes. Lá os alunos de arquitetura, como atividade de extensão universitária realizou uma escuta mais detalhada com as crianças e desenhou a maquete do projeto. A repercussão desse desejo divulgado pela São Paulo Carinhosa levou ao conhecimento de que experiências como essa estão alinhadas às propostas da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e à orientação para a ocupação do espaço público da cidade. O Plano Diretor de São Paulo estimula o direito à cidade e a ocupação do espaço público.A divulgação da maquete foi em 2014 e desde então a praça é esperada por essa comunidade específica. Ela estaria numa região urbana e exigiu estudos de impacto e de adaptação para que seja garantida a proteção das crianças. O espaço onde será construída a praça serve de rotatória ao tráfego de veículos .e tem frequência de moradores em situação de rua.